CROSTA LÁCTEA – CASPA OU CASQUINHA NA CABEÇA DO BEBÊ | MACETES DE MÃE

No vídeo de hoje, vou responder à dúvida de uma seguidora, que pediu para eu falar um pouquinho sobre as caspas ou casquinhas que aparecem na cabeça dos bebês recém nascidos.
Na verdade, essas “caspas” ou casquinhas na cabeça do bebê costumam ser até bem comuns, principalmente em recém nascidos. O Leo mesmo, meu filho mais velho, teve.
Mas afinal, que problema é esse?
Essas caspinhas são também conhecidas como Crosta Láctea e são, na verdade, uma dermatite seborreica. É um probleminha simples, que incomoda um pouco, mas não é nada demais e não traz riscos para a saúde da criança.
Onde a crosta láctea pode aparecer?
A crosta láctea ou caspinhas/casquinhas/descamações (como você preferir chamar) acontecem, principalmente, na cabeça e, em casos menos frequentes, em outras partes do corpo, como rosto (principalmente sobrancelhas), região das orelhas e do bumbum.
Qual a causa da crosta láctea?
Não se sabe ao certo, mas acredita-se que esse tipo de dermatite é resultado de mudanças hormonais, que estimulam em demasia as glândulas sebáceas da pele. A crosta láctea aparece quando o óleo produzido pelas glândulas sebáceas seca e se transforma numa película gordurosa. Aí, essa crosta obstrui os canais sebáceos que acabam produzindo ainda mais óleo na tentativa de desobstruir os canais, o que, claro, piora o problema.
Alergias ou falta de higiene não são a causas desse tipo de descamação.
Ela é perigosa?
Não, ela não é nada perigosa. É simplesmente uma descamação da pele, que irá passar sem grandes incômodos para o bebê (praticamente, eles nem sentem nada, não há coceira e nem irritação).
Como trata-la?
Uma forma de “tratar” e diminuir a escamação é passar óleo para bebês ou óleo de amêndoas no couro cabeludo da criança, 30 minutos antes do banho, e tirar a caspinha com cuidado, muito cuidado, usando com um pente ou uma escova macia (jamais a unha). Deve-se fazer isso antes do banho e, depois, lavar com shampoo normal, indicado para a pele sensível do bebê.
Ainda, como a crosta láctea agrava com a transpiração e o tempo quente, quando lavar a cabecinha do bebê, seque a muito bem. Também, evite o uso de gorros e outras coberturas na cabeça que possam abafá-la, a não ser que seja extremamente necessário mesmo.
As casquinhas normalmente vão embora sozinhas, de seis meses a um ano, mas sempre converse com o seu pediatra se você perceber alguma piora no quadro ou se a criança se mostrar incomodada.

Para receber aviso de vídeos novos, ative o alerta de notificações (clicando no sininho).

Confira outros vídeos que você irá curtir:

COMO TRATAR A BROTOEJA:

ACNE NEONATAL, SAIBA TUDO SOBRE O ASSUNTO:

ALERGIA À PROTEÍNA DO LEITE DE VACA – APLV:

APLV COM DANIEL BECKER:

DICAS PARA A TRANSIÇÃO DA BANHEIRA PARA O CHUVEIRO:

www.macetesdemae.com
facebook.com/macetesdemae
instagram.com/macetesdemae
twitter.com/macetesdemae
pinterest.com/macetesdemae

Produção:
http://www.laranjaazul.com.br

Maquiagem:
@nanyferreiramakeup

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *